Moto G4 Play – Análise, Configurações e Preço

Confira aqui uma análise com as configurações e preço do Motorola Moto G4 Play.

O Moto G4 Play chegou para completar a quarta geração da linha Moto G da Lenovo. O aparelho em termos gerais é o mais simplista de toda a família, trazendo o mesmo design que já foi adotado nos outros aparelhos Moto G4. As semelhanças basicamente se restringem a esse ponto, uma vez que o aparelho traz um processador bem mais básico, uma câmera de resolução baixa e tela de cinco polegadas. Como tudo é mais simples, os preços também deveriam ser mais em conta. Por ocasião de seu lançamento, o preço sugerido era de R$ 869 reais.

O corpo do Moto G4 Play possui as bordas laterais arredondadas. Isso faz com a pegada do aparelho na mão seja muito boa, já que dispensa a necessidade do uso das duas mãos para se manuseá-lo de forma eficiente.

São 144.4 mm de altura e 72 mm de largura. A espessura tem 9.9 mm. Com apenas 137 gramas, o G4 Play une o compacto com o leve.

O G4 Play chegou ao mercado com o chipset Qualcomm MSM8916 Snapdragon 410. Ele é um quad-core rodando a 1.2 GHz. Possui ainda a GPU Adreno 306 para dar uma “mãozinha” nos gráficos. No caso da memória RAM, o aparelho conta com 2 GB e de memória interna 16 GB, sendo que aqui há a possibilidade de expansão para até 128 GB por meio do microSD.

O G4 Play possui capacidade o suficiente para que os principais aplicativos possam rodar (o mesmo é válido para os jogos). Ainda assim é preciso deixar claro que o desempenho geral não chega a ser digno de nota. Os usuários poderão perceber facilmente os engasgos em especial com aqueles títulos que são um pouco mais pesados. Fora isso, a experiência geral ainda se mostra interessante.

O sistema é o Android 6.0.1 Marshmallow vindo de fábrica. A Lenovo não fez nenhuma alteração nessa parte. Pelo bem da verdade, a única adição foi o app Moto, que permite o gerenciamento de alguns recursos.

A bateria de 2.800 mAh tem sido considerada com um dos principais pontos positivos. Ainda assim, o uso só vai ser interessante para os usuários medianos. Quem quiser ter bateria para aplicações mais profundas vai ter que economizar um pouco em outros recursos.

Por Denisson Soares

Postar Comentário