Novo Samsung Galaxy S8 pode ser lançado Antes do Prazo

Samsung pode lançar Novo Galaxy S8 em breve.

Depois de uma infinidade de reclamações, usuários preocupados e os inevitáveis acidentes, a Samsung decidiu recentemente tomar uma atitude em relação ao Galaxy Note 7. A companhia está pedindo aos clientes para que eles devolvam seus aparelhos o mais rápido que puderem. A solicitação dos produtos teve início no último dia 10, em caráter de urgência, já que as baterias dos aparelhos podem literalmente explodir.

De qualquer maneira, o trabalho da Samsung não vai ser nada fácil. Na última semana a empresa informou que trabalha com os smartphones Note 7 em 10 mercados. E que em todos eles fará a substituição. Isso é mais do que uma pedra no sapato da companhia, que havia projetado o modelo justamente para disputar cara a cara com a Apple que vem lançando seus novos aparelhos.

A decisão de fazer o recall do aparelho veio logo depois dos relatos se tornarem perturbadores apontando para o fato de que as baterias dos mesmos estavam pegando fogo enquanto carregavam e até enquanto estavam sendo usados normalmente. Nos Estados Unidos a Comissão de Segurança do Consumidor barrou o dispositivo. Mais um problema já que este é um dos maiores mercados consumidores.

Koh Dong-jin, responsável pela direção da divisão de smartphones da companhia, foi mais além e deixou claro que os usuários desliguem os dispositivos e procurem as lojas ou operadoras onde compraram os mesmos para darem início ao processo de troca.

De acordo com as estimativas, algo em torno dos 2,5 milhões de unidades do dispositivo deverão ser trocadas, devido a esse risco causado pela bateria. Ainda de acordo com a empresa, a substituição será iniciada já em alguns mercados a partir do próximo dia 19 de setembro.

E tem mais. Para não correr o risco de deixar uma mancha permanente na história da companhia, a Samsung tratou de dar um jeito para se precaver contra aqueles usuários que por um motivo ou outro não devirarem seus aparelhos.

Na França um usuário do Reddit afirmou que todos os smartphones que receberam a ordem para o recall serão desativados remotamente já a partir do dia 30 setembro. Claro que o objetivo é impedir que os dispositivos causem algum dano aos usuários.

Nos EUA, de acordo com um site de notícias, os usuários do aparelho poderão ter um S7 ou S7 Edge, caso não queiram esperar pela troca do aparelho. Nesse caso, eles receberiam a diferença do valor. A companhia ainda estaria oferecendo US$ 25 a todos os prejudicados devido ao “inconveniente”.

Por Denisson Soares

Postar Comentário